Pastora Juliana Sales é presa em Minas Gerais

No enterro dos filhos, Juliana se desesperou e foi amparada por familiares. (Foto: Antonio Moreira)

No enterro dos filhos, Juliana se desesperou e foi amparada por familiares. (Foto: Antonio Moreira)

A pastora Juliana Sales foi presa no município de Teófilo Otoni, em Minas Gerais, na madrugada desta quarta-feira (20). O mandado de prisão foi cumprido por volta das 5h.

Juliana é mãe dos meninos Kauã Sales, de 6 anos, e Joaquim Alves, de 3 anos, mortos em um incêndio em Linhares em abril.

Segundo a polícia, as investigações apontaram que o pastor George Alves, pai de Joaquim e padrasto de Kauã, estuprou as duas crianças, bateu nelas e depois ateou fogo nas duas ainda vivas.

O mandado de prisão foi expedido pelo juiz André Bijos Dadalto, da 1ª Vara Criminal de Linhares, na última segunda-feira (18).

Às 9h desta quarta-feira, Juliana permanecia na delegacia Teófilo Otoni. A expectativa é de que ela seja transferida para o Espírito Santo.

A defesa da pastora considera o pedido de prisão “absurdo” e afirmou que ele está relacionado a conversas de WhatsApp entre Juliana e o marido e a conversas dela com outros dois pastores de Linhares, onde Juliana pedia orientação.

Fonte: https://tribunaonline.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *