Quem é Richard Harris, o médico mergulhador que ficou com os meninos até o final do resgate!

O Médico Richard Harris, esta em férias na Tailândia e se ofereceu a integrar da equipe de resgate, ele avaliou e cuidou das crianças até o final do resgate.

Foi essencial a combinação rara de talentos que levou o médico australiano às cavernas. Após localizarem os 12 meninos do time dentro da caverna, o anestesista interrompeu suas férias na Tailândia para ajudar no resgate.Ele é especialista em prestar socorro em cavernas, ele conseguiu chegar até as crianças para avaliar as condições de saúde de cada um deles.

avaliou quais das crianças estavam mais debilitadas e escolhidas para saírem primeiro da caverna. Harris foi uma das última pessoas a deixar a caverna.

Mas infelizmente o alívio e comemoração do médico, foram interrompidas pela triste notícia de que seu pai morrera logo após o resgate ter acabado.

De acordo com o portal G1,Harris trabalha para o Serviço de Ambulâncias da Austrália do Sul (MedSTAR), equipe de médicos e socorristas especializados em resgates de emergência. Andrew Pearce, do MedSTAR, diz que o luto de Harris e sua família ganharam proporções ainda maiores por causa da demanda física e emocional da operação de resgate dos meninos na caverna.
“Tem sido uma semana cheia de altos e baixos”, disse Pearce, pedindo privacidade neste momento. “Harry é um homem gentil e tranquilo que não pensou duas vezes para se voluntariar nessa missão.”


Para o governo australiano, Harris se juntou ao equipe de resgate tailandês, depois de sugestões de mergulhadores britânicos.

“Ele foi uma parte essencial do resgate”, disse a ministra de Relações Exteriores da Austrália, Julie Bishop.
“[Os australianos] têm ajudado muito, especialmente o médico”, disse o líder da missão de resgate, o governador da província de Chiang Rai, Narongsak Osotanakorn, a um jornal australiano há alguns dias. Ele se referiu a Harris como “o melhor”.

Sue Crowe, amiga de Harris, disse à BBC que o médico é um homem de família modesto e altruísta e que sua presença calma deve ter confortado os meninos na caverna.

“Ele é brilhante com crianças e se certificaria de que elas estivessem preparadas da melhor maneira possível para a perspectiva de mergulho pelas cavernas”, disse ela. “Ele era a pessoa perfeita para apoiá-las.”
Nas redes sociais, muitos conterrâneos de Harris destacaram seu trabalho na missão e até pediram que ele fosse nomeado o Australiano do Ano, a maior honraria civil do país.

Fonte: https://entremaesefilhos.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *